Skip to main content
Sócios do NHMF

Aposta em "advocacia de vanguarda" gera crescimento no primeiro ano do NHMF

Ex-sócios do Demarest abrem novo escritório com foco em atendimento personalizado
por Iuri Dantas
publicado em16/01/2020
Compartilhar

A rigidez da estrutura de um grande escritório como o Demarest levou Mário Roberto Vilanova Nogueira a largar a sociedade após 30 anos na firma e abrir a própria banca em conjunto com outros ex-sócios e advogados do mercado, apostando em uma pequena boutique que aumentou de cinco para 90 o número de clientes, um expressivo crescimento de 1.700 %, no primeiro ano de operação, em 1º de agosto.

Com uma equipe de outros quatro sócios, um consultor e outros cinco advogados associados, o NHMF Advogados oferece assistência em fusões e aquisições, societário, tributário, trabalhista e direito contratual a um custo menor que os grande escritórios. Um rol de temas que atende 85 % - 90 % da demanda das empresas, na avaliação de Nogueira. 

"Nosso foco é manter a qualidade e focar na pessoalidade", afirma Nogueira.

O crescimento se explica pela adoção de "advocacia de vanguarda", atuando de forma mais presente no cotidiano dos clientes, identificando riscos jurídicos em diferentes partes da empresa e oferecendo um trabalho mais completo, segundo o sócio Washington Fonseca. 

"Conseguimos manter uma participação mais ativa no dia a dia da empresa, como fazemos e isso é um diferencial porque os departamentos jurídicos não possuem mais um budget definido", afirmou. "É o que chamo de advocacia de vanguarda: atendimento personalizado e integrado, com menor custo."

Em uma conversa com o LexLatin, alguns sócios apontaram o que seria um limitador para o crescimento das grandes bancas hoje no Brasil: diante da maior exigência pelo enforcement privado, com normas e leis transferindo mais responsabilidade para as empresas, não é mais possível funcionar com áreas sem comunicação entre si. 

Segundo o consultor Renato Poltronieri, "os escritórios grandes funcionam como se houvessem pequenos escritórios dentro deles", com áreas diferentes como trabalhista e societário trabalhando independentemente para o mesmo cliente, o que eleva custos para as empresas e impedem que a banca organize melhor a vida dos clientes.

"A advocacia personalizada hoje é o que está fazendo diferença", disse Poltronieri. "Nem todos os grandes conseguem manter os clientes. A impessoalidade e a cobrança por hora geram estresse nas empresas."

Em algumas situações, a equipe do NHMF acaba auxiliando na gestão das empresas, como ocorreu com um grupo econômico que, após ganhar uma causa trabalhista, recebeu do escritório a sugestão de avaliar as políticas de recursos humanos de todas as subsidiárias, cujas diferentes formas de contratar e demitir geravam o risco de um passivo maior trabalhista no futuro. 

O cliente achou até a idéia interessante, mas só aceitou a proposta ao perceber que o trabalho estava embutido no custo total do escritório e que não seriam faturadas horas trabalhadas a mais por isso. 

"Nos grande escritórios, os clientes acabam se tornando números numa planilha de papel", afirmou o sócio Thiago Armigliato Maroli. "Conhecemos o bem o cliente e as necessidades deles. Ao conhecer o todo, conseguimos minimizar o risco."

A abordagem faz sentido em uma abordagem racional, embora os sócios admitam que ainda há muitas empresas que buscam um grande escritório, uma marca estabelecida, por acreditar que têm mais chances de ganhar os processos justamente pela maior estrutura e pessoal que as firmas tradicionais possuem. 

Com o cenário econômico mais desafiador, o que leva empresas a cortarem custos e até eliminarem orçamentos pré-aprovados para suas questões jurídicas, o sócio Henrique Soares. 

Melo acredita que o número de clientes vai crescendo à medida que o NHMF demonstra que consegue não apenas ser mais barato que as firmas tradicionais, mas também mais eficiente com o atendimento mais amplo.

"Agora temos a possibilidade de entregar um atendimento completo, como os clientes buscam, não dá para dissociar uma abordagem abrangente de uma maior efetividade", assinalou.

Una-se à discussão!

HTML Restringido

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.