Magazine Luiza compra a plataforma Bit55

Aquisição representa um passo importante na estratégia do Magalu para digitalizar o Brasil/Magazine Luiza
Aquisição representa um passo importante na estratégia do Magalu para digitalizar o Brasil/Magazine Luiza

O Magazine Luiza S.A., empresa brasileira do setor de varejo, por meio de sua subsidiária Magalu Pagamentos Ltda., comprou todos os direitos de propriedade intelectual da plataforma para processamento de cartões de crédito e débito na nuvem denominada Bit55. O valor da transação não foi divulgado.

Na operação, assinada em 7 de junho, o escritório Machado Meyer Advogados atuou como assessor jurídico do Magalu, realizando a due diligence do Bit55, a redação dos contratos de trabalho a serem celebrados pelos principais desenvolvedores e auxiliando o comprador na negociação e revisão do contrato de atribuição do software e outros documentos acessórios.


Leia também: QuintoAndar obtém US$ 300 milhões em rodada de investimento


O Banco BS2 S.A, desenvolvedor da plataforma, e o BS2 Tecnologia e Processamento S.A. foram assessorados pelas suas equipes jurídicas internas.

A plataforma tem uma capacidade de processamento de mais de 2.000 transações por segundo. Isso garante um rápido tempo de resposta a cada transação, proporcionando a melhor experiência de compra. 

Além de permitir a emissão e disponibilização de cartões em minutos, a plataforma Bit55 oferece todas as funções necessárias para a gestão de uma carteira de cartões de crédito, incluindo: recebimento de propostas, emissão de cartões, captura e autorização de transações, emissão de notas fiscais e geração de reconciliação automática de contas.

O encerramento da aquisição está sujeito ao cumprimento de obrigações, condições e aprovações de órgãos reguladores. 

Segundo representantes do Magalu, as operações de cartão de crédito e débito da Bit55 complementam os negócios de cartão pré-pago e conta digital da Hub Fintech, dando à Magalu um portfólio abrangente de soluções fintech e é outro passo importante na estratégia da empresa para digitalizar o Brasil.


Veja também: Lojas Renner realiza décima segunda emissão de debêntures e capta R$ 1 bi


No início do ano passado, o Magalu captou R$ 4,93 bilhões a partir de uma oferta para financiar sua expansão no Brasil. Em março deste ano, a empresa comprou o GranChef, Tonolucro e SmartHint Tecnologia para digitalizar restaurantes com operações analógicas e oferecer novos serviços aos sócios já registrados no AIQFome, sua subsidiária, e GrandChef.

Fundada em 1957 em Franca, no estado de São Paulo, e considerada uma das maiores plataformas de varejo digital do Brasil, o Magazine Luiza combina vendas online e offline. Atualmente possui 900 lojas distribuídas em 17 estados do Brasil e 12 centros de distribuição. Entre as categorias que comercializa, destacam-se moda e acessórios, produtos tecnológicos e móveis.


Assessores jurídicos

Assessores do Magazine Luiza S.A:

  • Machado Meyer Advogados: Sócio Ivandro Sanchez. Advogados Andrea Melo Fialho, Gabriel Leao Vazami, Gustavo Giordano Tudisco e Yuri Camelo Ribeiro.

Assessores do Banco BS2 S.A:

  • Advogadas in-house: Paula Lopes Hermeto e Jéssica Medeiros Rodrigues.

Add new comment

HTML Restringido

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.