Skip to main content
Gonzalez Calvillo - Veirano
Gonzalez Calvillo - Veirano

Nasce o Conselho Empresarial México-Brasil com a ajuda de Gonzalez Calvillo e Veirano

O organismo não aborda a inclusão de outras firmas de advogados
por Ana C. Blanco
publicado em30/09/2019
Compartilhar
Tags

Mexico

Gonzalez Calvillo (GCSC)Veirano Advogados são as únicas duas firmas designadas entre os membros fundadores do Conselho Empresarial México-Brasil, que foi estabelecido em outubro de 2018 e celebrou a sessão inaugural neste 10 de setembro.

O Conselho Empresarial México-Brasil é um dos acordos alcançados pelos Governos do Brasil e do México na IV Reunião da Comissão Bilateral do ano passado, em Brasília. Foi patrocinado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Conselho Empresarial Mexicano de Comércio Exterior, Investimento e Tecnologia (Comce), organizações que representam a grupos econômicos importantes de ambos os países.

O advogado Enrique González Calvillo, sócio fundador de GCSCpreside atualmente o Comitê México-Brasil do Comce.

O objetivo é “analisar temas pontuais de interesse comum no âmbito do investimento e do comércio, com a finalidade específica de transmitir-lhe agilmente e diretamente, aos dois governos, as conclusões que derivem para sua adequada instrumentação”, segundo explica o comunicado oficial.

Entre as empresas que integram o organismo estão: FEMSA, Grupo Lala, Mabe, Mexichem, Nissan Mexicana, pelo México, e Braskem, BRF, MAN do Brasil, Oxiteno e WEG, pelo Brasil.

Durante a IV Reunião da Comissão Bilateral, os países sublinharam que este Conselho persegue aumentar as relações comerciais mútuas logo de estabelecer o quadro jurídico para isso, com o acordo de Cooperação e Facilitação de Investimentos (ACFI).

"Com o objetivo de apoiar a intensificação das relações econômicas e comerciais, os dois países anunciaram sua intenção de criar uma Comissão Empresarial México-Brasil para aproximar, dessa forma, aos líderes empresariais de ambas as nações", publicou nesse momento, a chancelaria brasileira.

Segundo cifras aportadas pelos dois países em Brasília, até outubro de 2018, os investimentos de empresas brasileiras no México, e de mexicanas no Brasil, somaram cerca de 30 bilhões de dólares, por cada país. Ademais, o comércio bilateral chegou a nove bilhões de dólares em 2017, registrando um aumento de 17,1 % respeito a 2016, o mesmo que se manteve em igual período de 2018.

Una-se à discussão!

HTML Restringido

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.