Skip to main content
A Parnaíba V tem capacidade instalada de 385 megawatts / Extraído da galeria Eneva
A Parnaíba V tem capacidade instalada de 385 megawatts / Extraído da galeria Eneva

Subsidiária da Eneva obtém empréstimo para financiar usina termelétrica

Parnaíba V vai custar 842 milhões de reais e deve entrar em operação em 2021, com capacidade de 385 megawatts.
por Ingrid Rojas
publicado em15/06/2020
Compartilhar
Tags

Brasil

Parnaíba Geração e Comercialização de Energia, subsidiária da Eneva, contratou cartas de garantia bancária por um valor não divulgado para apoiar um empréstimo contratado com o Banco do Nordeste do Brasil no valor de US$ 166,8 milhões (R$ 842,5 milhões) em 15 de junho.

O empréstimo destina-se a financiar a construção da usina termelétrica Parnaíba 5A e 5B (Parbaíba V), com capacidade de 385 megawatts, localizada no município de Santo Antônio Lopes, estado do Maranhão.

Na operação, o escritório Stocche Forbes Advogados e advogados internos atuaram pela Parnaíba Geração e Comercialização de Energia na transação assinada em 26 de novembro e encerrada em 15 de maio.

A firma Machado Meyer Advogados representou o Banco Santander (Brasil), o Itaú Unibanco, o Banco do Brasil e o Banco Votorantim, como garantidores, na revisão e negociação dos documentos necessários para o contrato. Isso inclui o contrato bancário, as garantias executadas para permitir o cumprimento das obrigações assumidas pelo devedor em relação aos garantidores (alocação fiduciária de ações, equipamentos e crédito e direitos emergentes).

O escritório também monitorou o cumprimento das condições prévias para a emissão de cartas de fiança.

Tanto a Parnaíba quanto os garantidores, com exceção do Banco do Brasil, receberam assessoria de suas respectivas equipes jurídicas internas.

Representantes do Machado Meyer disseram que a negociação das cartas de crédito foi realizada em meio à reorganização corporativa da Eneva.

A Parnaíba V deve entrar em operação em meados de 2021. O projeto foi vencedor no leilão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em 2018 e garantiu um contrato de venda de energia de 25 anos a partir de 2024. A empresa faz parte do Complexo Termoelétrico Parnaíba, com capacidade instalada de 1,4 gigawatts.


Assessores jurídicos

Assessores da Parnaíba Geração e Comercialização de Energia S.A.:

  • Advogadas in-house: Mônica Tavares Bussière, Aline Gomes e Lívia Pires.
  • Stocche Forbes Advogados: sócio Henrique Bonjardim Filizzola. Associados Thadeu Buarque Bretas e João Pedro Lins.

Assessores do Banco Santander (Brasil) S.A., Itaú Unibanco S.A., Banco do Brasil S.A. e Banco Votorantim S.A.:

  • Advogada in-house de Banco Santander (Brasil) S.A.: Paula Bendit David.
  • Advogada in-house de Itaú Unibanco S.A.: Letícia Alexandre Martins.
  • Advogado in-house de  Banco Votorantim S.A.: Murillo Flores Magalhães:
  • Machado Meyer Advogados: sócio Alberto Faro. Advogados Debora Gonsales Rocca Magalhães e Mateus Maia de Souza.

Una-se à discussão!

HTML Restringido

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.