VTEX estreia na Bolsa de Nova York e obtém US$ 415,2 milhões

VTEX oferece a empresas e revendedores a possibilidade de criar lojas online e gerir pedidos e outras ações como parte das suas estratégias comerciais/VTEX
VTEX oferece a empresas e revendedores a possibilidade de criar lojas online e gerir pedidos e outras ações como parte das suas estratégias comerciais/VTEX

A VTEX, startup brasileira especializada em desenvolvimento de software para comércio eletrônico como serviço, obteve US$ 415,2 milhões na sua estreia na Bolsa de Valores de Nova York com uma Oferta Pública Inicial (IPO) de 21.850.000 ações ordinárias Classe A. Os títulos foram vendidos a US$ 19 cada um pela companhia e certos acionistas em ofertas de distribuição primária e secundária. O valor oferecido nas ações inclui a opção de lote suplementar.

Nesta transação, Simpson Thacher & Bartlett - Estados Unidos (Nova York) e Brasil (São Paulo), em assuntos de mercado de capitais e impostos, assessorou a emissora na transação, que foi liquidada em 23 de julho.

O Lefosse Advogados (São Paulo) também representou a VTEX e os acionistas vendedores.


Leia também: Meu Tudo assina contrato de investimento com a Goldman Sachs por R$ 2,1 bi


O Davis Polk & Wardwell - Estados Unidos (Nova York) e Brasil (São Paulo), com uma equipe das áreas corporativa, tributária, de propriedade intelectual e FINRA, e Pinheiro Neto Advogados (São Paulo e Rio de Janeiro) assistiram o JP Morgan Securities, Goldman Sachs e BofA Securities como coordenadores globais e o KeyBanc Capital Markets, Morgan Stanley e Itaú BBA USA Securities como joint bookrunners.

As ações da VTEX Classe A estão listadas na Bolsa de Nova York com o símbolo VTEX desde 21 de julho.


Veja também: Ânima Educação realiza terceira emissão de debêntures por R$ 2,5 bi


Fundada no ano 2000, a plataforma VTEX baseada em nuvem oferece software como serviço (SaaS, sigla em inglês) e facilita a empresas e revendedores a possibilidade de criar lojas online e gerir pedidos, entre outras ações das suas estratégias comerciais. A startup conta hoje com mais de 2.000 clientes, entre eles McDonald’s, Coca-Cola, Nestlé, Walmart e Sony e com mais de 2.500 lojas online ativas em 32 países. Em 2013 iniciou sua expansão internacional. A Softbank, Tiger Global, Lone Pine Capital, Constellation e Gávea respaldam o empreendimento. 

Em setembro do ano passado, depois da sua rodada de investimentos Série D, a empresa se converteu em um novo unicórnio brasileiro ao alcançar uma avaliação de US$ 1,7 milhões.


Assessores jurídicos

Assessores da VTEX:

  • Simpson Thacher & Bartlett – Estados Unidos (Nova York): Sócio S. Todd Crider. Conselheiro Jonathan E. Cantor. Associada Susana R. Yaster. Associado internacional Alexandre Hadid Portnoi
  • Simpson Thacher & Bartlett – Brasil (São Paulo): Sócio Grenfel S. Calheiros. Conselheiro Paulo Fernando de Menezes Cardoso. Associado Siddharth Fresa.

Assessores da VTEX e acionistas vendedores:

  • Lefosse Advogados (São Paulo): Sócios Rodrigo Junqueira e Jana Araújo. Associados Vicente Gioielli e Leonardo Gaspar.

Assessores do JP Morgan Securities LLC, Goldman, Sachs & Co.; BofA Securities, Inc.; KeyBanc Capital Markets Inc., Morgan Stanley & Co. LLC e Itau BBA USA Securities, Inc.:

  • Davis Polk & Wardwell – Estados Unidos (Nova York): Sócio Byron B. Rooney. Conselheiras Kiara L. Rankin e Marcie A. Goldstein. Associados Shay Moyal e Yana Kipnis.
  • Davis Polk & Wardwell – Brasil (São Paulo): Conselheiro Konstantinos Papadopoulos.
  • Pinheiro Neto Advogados (São Paulo e Rio de Janeiro): Sócios Guilherme Sampaio Monteiro e Carlos Henrique Bechara. Associadas Cristina Liu e Renata Gaspar Barbosa Correa. Estagiário Felipe de Santi Arrebola.

Add new comment

HTML Restringido

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.