Skip to main content
É preciso conhecer o Brasil e sua gente para entendê-los, amá-los e trabalhar com eles/Pixabay
É preciso conhecer o Brasil e sua gente para entendê-los, amá-los e trabalhar com eles/Pixabay

Editorial: Os motivos para comemorar um ano de LexLatin Brasil

LexLatin se posiciona como o meio jurídico latino-americano que se dirige aos escritórios em seu idioma e que apresenta e analisa seus problemas entendendo suas necessidades.
por Fernando Peláez-Pier e Ángela Castillo
publicado em31/08/2020

Para receber nossa newsletter diária, inscreva-se aqui!

 

Pouco depois de Ángela Castillo lançar LexLatin - no final de 2015 - ela me contatou para discutir os desafios de desenvolver um veículo jornalístico em espanhol para o mercado jurídico latino-americano. Não há dúvida de que foi um projeto ambicioso com a abordagem certa. Vinha para suprir uma necessidade da indústria jurídica, já que não havia meio que abrangesse toda a região em espanhol.

 

O objetivo era desenvolver conteúdo de qualidade, publicando notícias transacionais, artigos de opinião, reportagens, entrevistas e notícias sobre os eventos dentro das firmas. O tempo foi passando e LexLatin foi trilhando um caminho que o levou à sua consolidação, um caminho que implica continuar trabalhando para manter esses níveis de excelência e se diferenciar no setor por ser uma plataforma que permite aos escritórios de advocacia se projetarem no seu idioma.

 

Ficou claro para nós que não poderia existir um meio voltado para o mercado jurídico latino-americano sem abranger a mais importante das jurisdições da região: o Brasil.

 

Para todos nós, que conhecemos bem a região, sabemos que um erro cometido por muitas empresas e por mais de um escritório internacional é acreditar que o Brasil é apenas mais um país da América Latina e não reconhecer suas diferenças com o resto da região, tanto politicamente bem como economicamente, socialmente, culturalmente e, obviamente, no plano lingüístico.

 

Cobrir o Brasil em espanhol não era a abordagem ou estratégia correta, era preciso chegar com LexLatin em português da mão de uma equipe brasileira. Como diz a antropóloga e historiadora brasileira Lilia Schwarcz, “o Brasil combina inclusão e exclusão de uma maneira perversa”. É preciso conhecer o Brasil e sua gente para entendê-los, amá-los e trabalhar com eles.

 

Todo mundo que já fez negócios no Brasil entende isso e no campo jurídico sabemos que é um país que impõe uma série de restrições, é o único país da América Latina que não permite o estabelecimento de firmas de advocacia estrangeiras para exercer o direito brasileiro, embora permita que eles possam atuar como consultores jurídicos sobre a legislação de seu país de origem.

 

Com o tempo, tornei-me consultor de LexLatin para definir sua estratégia na região. Nas conversas mantidas com Ângela e Raúl Stolk, seu primeiro redator-chefe, ficou claro que para cobrir o Brasil era preciso esperar o momento certo e assim foi. Era necessário replicar o que havia sido feito para cobrir os países de língua espanhola da América Latina e formar um grupo de jornalistas e colaboradores locais.

 

E assim foi, há um ano foi lançado LexLatin Brasil, um site em português para o setor jurídico brasileiro com jornalistas e assessores locais que conhecem e entendem as necessidades do mercado jurídico local. Por suas características particulares e por ser a economia mais importante da região, é lógico que sua indústria jurídica seja a mais desenvolvida e, portanto, uma abordagem e um tratamento que reconhecessem essas diferenças eram necessários.

 

 

Após um ano, LexLatin Brasil conseguiu se posicionar, com cobertura de notícias jurídicas dos acontecimentos econômicos, políticos, jurídicos e sociais brasileiros, além de notícias transacionais, artigos de opinião, entrevistas, reportagens e acontecimentos da firmas. Conteúdo escrito por brasileiros para brasileiros.

 

LexLatin continua sua consolidação e a cada dia se posiciona como o meio para o setor jurídico latino-americano que reconhece as diferenças culturais, econômicas, políticas e sociais das diferentes jurisdições, que se dirige aos escritórios em seu idioma e que apresenta e analisa seus problemas entendendo suas necessidades.

 

Hoje, LexLatin oferece às firmas dois produtos: PerfilPlus, a plataforma de promoção da firma, e Ágora, a ferramenta de inteligência de negócios para o setor jurídico. Também contamos com a seção Gestão LexLatin, dedicada à administração e gestão de firmas. Por outro lado, as entrevistas que estamos realizando com os sócios-administradores das firmas líderes do mercado jurídico brasileiro têm permitido difundir as opiniões de alguns dos protagonistas de um mercado jurídico sólido, que enfrentou com sucesso a crise que a pandemia gerou.

 

Agradecemos o apoio que recebemos do setor jurídico ao abrir as portas de seus escritórios. Continuaremos a fazer os nossos melhores esforços e colocaremos nosso empenho para trazer o melhor conteúdo e produtos para o mercado jurídico brasileiro.

 

Agradecemos à nossa equipe de colaboradores no Brasil, liderada por Luciano Teixeira, editor, e à nossa equipe editorial, liderada por Alejandro Dabdoub, por trabalhar arduamente todos os dias para atingir nossas metas e objetivos.

 

Meu agradecimento a Ángela por me convidar a bordo neste navio há cinco anos.

 

Continuamos comprometidos com o setor jurídico brasileiro para ser a plataforma especializada na industria legal e ser seu aliado no desenvolvimento do seu marketing digital.

 

*Fernando Peláez-Pier é editor do Gestão LexLatinÁngela Castillo é diretora executiva de LexLatin

Una-se à discussão!

HTML Restringido

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.