Skip to main content
Congresso Nacional/ Agência Senado WM

Publicações Empresariais Obrigatórias e o fim da MP 892/19

O que fazer enquanto o Congresso não aprova decreto legislativo
por Thiago Armigliato Maroli
publicado em16/01/2020
Compartilhar
Tags

MP 892/19

A Medida Provisória 892, de 2019, que tratava sobre “Publicações Empresariais Obrigatórias”, teve sua vigência encerrada no último dia 3, perdendo sua eficácia. Para se converter definitivamente em lei ordinária, a MP 892/19 dependia da apreciação pelas Casas do Congresso Nacional (Câmara e Senado), a qual não ocorreu dentro do prazo legal. 

Thiago Armigliato Maroli
O advogado Thiago Armigliato Maroli

Com a perda da eficácia da MP 892/19, as publicações ordenadas pela Lei nº 6.404/1976 (Lei das Sociedades Anônimas – LSA), salvo disposição em contrário, seguindo a redação anterior, devem ser feitas no órgão oficial da União ou do Estado ou do Distrito Federal, conforme o lugar em que esteja situada a sede da companhia, e em outro jornal de grande circulação editado na localidade em que está situada a sede da companhia. Dentre outros pontos, a MP alterava, para meios eletrônicos, a forma a serem realizadas tais publicações. 

Foi aberto prazo (04.12.19 – 13.03.2020) para edição, pelo Congresso Nacional, do Decreto Legislativo que tem por finalidade disciplinar as relações jurídicas decorrentes da MP 892/19, tendo em vista que os efeitos jurídicos desta eram imediatos, após atos específicos. Não se concretizando a edição do referido decreto legislativo no prazo de 60 dias, as relações jurídicas constituídas durante o período de vigência (e eficácia) conservam-se regidas pela MP 892/19. 

Ressalta-se que, apesar do texto ter sido publicado em agosto de 2019, a Medida Provisória produziu efeitos apenas a partir de 14 de outubro de 2019, um vez que dependia da publicação dos atos do Ministério da Economia e da Comissão de Valores Mobiliários sobre a matéria, as quais ocorreram ao final do mês de setembro vinculando os efeitos da referida MP a tal data. 

Requerem especial atenção, ante a diferença de formato e pendência de edição de Decreto Legislativo específico, as publicações, tanto das companhias abertas, quanto fechadas, ordenadas pela Lei nº 6.404/1976 (Lei das Sociedades Anônimas – LSA), que ocorreram durante o período em que produziu efeitos a MP 892/19.

Por fim, vale citar que, permanecem em vigor as alterações trazidas pela Lei 13.818/19 às regras atinentes as publicações ordenadas pela LSA, cuja vigência iniciar-se-á a partir de 1º de janeiro de 2022, quando deixará de ser obrigatória a realização das citadas publicações no órgão oficial da União ou do Estado ou do Distrito Federal, permanecendo, resguardadas regras específicas, apenas a obrigatoriedade de publicação em jornal de grande circulação editado na localidade em que esteja situada a sede da companhia. 

O texto acima tem caráter meramente informativo, devendo situação específicas serem analisadas caso a caso. A equipe societária do NHMF Advogados segue acompanhando o desenrolar deste assunto, ficando à disposição para prestar qualquer auxílio relacionado ao tema.

 

 

Una-se à discussão!

HTML Restringido

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.