Skip to main content
KC-390 Millennium tem capacidade tanto de lançar grandes cargas militares em um ambiente operacional como de reabastecimento aéreo/ Força Aérea Brasileira
KC-390 Millennium tem capacidade tanto de lançar grandes cargas militares em um ambiente operacional como de reabastecimento aéreo/ Força Aérea Brasileira

Embraer fecha venda de duas aeronaves KC-390 para Hungria por US$ 300 milhões

País europeu é o segundo integrante da Otan a comprar os aviões militares da companhia brasileira. Negócio alivia a crise do setor aéreo brasileiro.
por Luciano Teixeira
publicado em17/11/2020

Para receber nossa newsletter diária inscreva-se aqui!

O governo húngaro e a Embraer assinaram nesta terça-feira (17) um contrato para a aquisição de duas aeronaves da nova geração do Embraer C-390 Millennium, o KC-390. O valor da negociação é de US$ 300 milhões (R$ 1,62 bilhão em 17 de novembro). A operação é importante e estratégica: o país europeu é a segunda nação da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) a comprar o modelo brasileiro.

O KC-390 Millennium é considerado um dos mais avançados de sua categoria e foi desenvolvido para atender à demanda da Força Aérea Brasileira (FAB). Desde o recebimento do primeiro modelo, em 2019, a FAB utilizou o avião em diversas missões no Brasil e no exterior.

A venda é importante porque alivia a crise da principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa vem realizando demissões por conta da crise econômica da pandemia de Covid-19. Em abril, a Boeing e a Embraer rescindiram o contrato, por iniciativa dos americanos, para a formação da joint venture composta pelas operações de aeronaves comerciais da Embraer e serviços associados (Boeing Brasil - Comercial), o que piorou a situação da companhia brasileira.

Antes da Hungria, o governo de Portugal assinou um contrato para a aquisição de cinco C-390 Millennium em 2019 por ¢ 827 milhões (R$ 5,32 bilhões) que estão na linha de produção e estarão em serviço em 2023.

A aquisição das duas aeronaves é parte do processo de fortalecimento das Forças Armadas da Hungria e os aviões - que realizam reabastecimento no ar (AAR) - serão usados para transporte aéreo tático, evacuação médica e missões de interesse público. As entregas estão programadas para começar em 2023. Nesse período, haverá treinamento de pilotos e técnicos, além do suporte.

“Após a aquisição de aeronaves de transporte aéreo de pessoal em 2018, a aeronave KC-390 será entregue à Hungria, em 2023 e 2024, com capacidade tanto de lançar grandes cargas militares em um ambiente operacional como de reabastecimento aéreo. Estamos adquirindo uma frota de transporte multimissão para que as Forças Armadas da Hungria cumpram, de maneira soberana, a mais ampla gama de tarefas no âmbito nacional”, disse Gáspár Maróth, comissário do governo húngaro para o desenvolvimento da defesa.

O modelo vendido pela Embraer também poderá ser utilizado como Unidade de Terapia Intensiva, além de realizar diversos tipos de missões militares e civis, incluindo apoio humanitário, evacuação médica, busca e resgate, transporte de carga e tropas, lançamento de carga de precisão, operações de paraquedistas e AAR.

“Estamos honrados por termos sido selecionados pelo governo húngaro e pelas Forças Armadas da Hungria para fornecer a aeronave de transporte multimissão mais avançada disponível no mercado”, disse Jackson Schneider, presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “A Hungria é a segunda nação europeia membro da Otan a selecionar o KC-390 Millennium, uma aeronave altamente capaz que oferece excelente produtividade por meio de combinação incomparável de velocidade, carga útil e reconfiguração rápida para operações multimissão”.

Os KC-390 são compatíveis com as operações da Otan e o sistema permite à aeronave reabastecer o JAS 39 Gripen húngaro, bem como outras aeronaves que usam a mesma tecnologia.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa atua nos segmentos de aviação comercial, executiva, defesa e segurança e aviação agrícola.

Una-se à discussão!

HTML Restringido

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.