STF obrigatoriedade vacina

Ato de improbidade administrativa depende da verificação do prejuízo e das consequências de eventual violação dos princípios da administração pública/Pixabay
Prefeitos, governadores, ministro da Saúde e presidente podem ser enquadrados pelo STF por improbidade administrativa por não aplicarem 2ª dose.