Skip to main content
La nueva firma, cuyo nombre es Soto Frugis Advogados, tiene oficinas en São Paulo y Campinas y un equipo inicial de 10 personas / Pixabay
La nueva firma, cuyo nombre es Soto Frugis Advogados, tiene oficinas en São Paulo y Campinas y un equipo inicial de 10 personas / Pixabay

Ex-sócios do Demarest e Tauil & Chequer criam boutique de Direito do Trabalho

A nova firma, a Soto Frugis Advogados, tem escritórios em São Paulo e Campinas e uma equipe de 10 pessoas
por Rosa Ramos
publicado em10/02/2020
Compartilhar

Eduardo Soto e Antonio Carlos Frugis - ex-sócios do Tauil & Chequer Advogados em associação com Mayer Brown e Demarest Advogados - abriram uma boutique trabalhista dedicada a consultoria, litígios estratégicos, investigações de conformidade trabalhista, questões de recursos humanos, direito coletivo e negociações sindicais Dois outros advogados, Graziela Vicari Mellis e Leonardo Aurelio Pardini (também ex-Demarest), completam o quadro de sócios.

Sócios do Soto Frugis Advogados
Sócios do Soto Frugis Advogados

A nova firma, chamada Soto Frugis Advogados, tem escritórios em São Paulo e Campinas e uma equipe inicial de 10 pessoas. São quatro sócios, quatro advogados e dois funcionários administrativos, especialistas em questões complexas, como auditorias de projetos de fusões e aquisições, ações civis públicas, consultas ao Ministério Público do Trabalho e acordos coletivos, análise preventiva de riscos, diretrizes para contratação de funcionários e início de atividades, criação, elaboração e implementação de políticas de compensação e remuneração, defesa e produção de evidências em primeira instância de litígio e atuação nos tribunais regionais, no Tribunal Superior do Trabalho (TST) e no Supremo Tribunal Federal (STF).

A Soto Frugis atende nesse primeiro momento empresas nacionais e multinacionais nos setores de alimentos e bebidas, metal, roupas e moda, tecnologia da informação, software, concessionárias de rodovias, petróleo e gás, eletricidade e solar, comunicações, seguros e indústrias da construção.

Para a Soto Frugis, a abertura de uma boutique especializada permite que os profissionais atendam às necessidades de cada cliente "individualmente, mais rápido, de maneira diferenciada e abrangente", ao mesmo tempo em que se concentram na "melhor solução possível para as necessidades do cliente", disseram os representantes do escritório de advocacia .

Segundo os fundadores da empresa, “o momento atual no Brasil justifica a abertura de uma boutique focada apenas em trabalho e emprego, devido às recentes mudanças legislativas pelas quais o país passou”, especialmente as que ocorreram nos últimos dois anos e que "colocaram os problemas trabalhistas e seus impactos no centro das atenções das empresas, pequenas, médias ou grandes empresas".

Todos os sócios do escritório consideram que a especialização da área trabalhista no Brasil é governada por uma divisão específica do sistema judicial que divide espaço com um mercado jurídico brasileiro que atualmente passa por um “momento muito intenso”, com baixas taxas de inflação e sob controle e baixas taxas de juros, entre outros fatores econômicos que já resultaram na redução das taxas de desemprego.

A esse mercado jurídico, acrescenta-se o fato de que o Congresso Brasileiro deve votar ainda este ano a Reforma Tributária, que pretende facilitar a gestão dos negócios com a previsão de um cenário favorável ao aumento da atividade comercial no Brasil nos próximos meses. "Se isso acontecer", disseram eles, "a demanda por serviços jurídicos tenderá a crescer nos próximos anos".

Segundo os fundadores da empresa, "o governo está comprometido em modernizar aspectos das inspeções trabalhistas relacionadas à segurança no trabalho", o que exigirá que as empresas prestem mais atenção à legislação trabalhista "então acreditamos que empresas como a nossa ( ...) terão terreno fértil para aumentar seus serviços ”.

O escritório Soto Frugis é co-dirigido por Frugis e Soto a partir da sede da empresa em São Paulo. Vicari Mellis comanda o escritório local de Campinas.

Quem são os parceiros do Soto Frugis Advogados?

Antônio Carlos Frugis está vinculado a diversas ações judiciais, ações coletivas, ações complexas e ações civis públicas movidas por sindicatos e pelo Ministério Público, além de investigações do Ministério Público do Trabalho.

Ele assessorou clientes brasileiros e estrangeiros dedicados às indústrias de embalagens, energia, farmacêutica, bancária, automotiva, alimentos e bebidas e outras.

O advogado foi sócio do Demarest Advogados. Ele se formou pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, onde fez especialização em direito processual civil. Frugis também tem especialização em sindicatos e relações de trabalho da Wilson Cerqueira Consultores Associados e integra o Conselho Superior de Relações Trabalhistas da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo.

Eduardo Soto trabalhou em fusões e aquisições, transferências comerciais, afiliações internacionais, criação e adaptação de planos globais de remuneração às leis locais, planos de bônus, participação nos lucros e opções de ações, ações civis públicas, contratação de estrangeiros e executivos.

Ele também é reconhecido como um especialista na identificação de passivos trabalhistas ocultos e medidas para resolver ou minimizar riscos ocupacionais, negociações sindicais e defesa corporativa em acordos coletivos.

O advogado integrou o escritório Tauil & Chequer Advogados, Mattos Muriel Kestener Advogados, Veirano Advogados, Sagardoy Advogados e Demarest Advogados. Atualmente, faz parte da Ordem dos Advogados Portugueses e da Ordem dos Advogados Espanhóis.

Formado em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, possui especialização em direito espanhol para advogados estrangeiros (Universidade de Alcalá de Henares), União Europeia e direito europeu (Universidade Complutense de Madri), direito trabalhista corporativo (Fundação Getúlio Vargas), direito comercial (Universidade Presbiteriana Mackenzie) e em direito e processos trabalhistas (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo). Soto tem ainda mestrado em direito comercial pela Universidade Autônoma de Madri.

Graziela Vicari Mellis tem assessorado empresas nacionais e internacionais dos setores automotivo, agrícola, metalúrgico, tecnológico, embalagens e farmacêutico em consultoria e litígios. É especialista em revisão e avaliação de políticas internas e de conformidade, auditorias internas, análise de riscos em processos de due diligence para aquisição e venda de empresas, litígios estratégicos, ações coletivas, investigações civis e disputas de greve.

A advogada foi sócia do Demarest Advogados, formou-se em direito na Universidade de Ribeirão Preto e tem especialização em sindicatos e relações trabalhistas (Wilson Cerqueira Consultores Associados), direito agropecuário (Universidade Estadual de São Paulo), direito trabalhista e previdenciário (Faculdade de Direito de São Paulo) e direito processual civil (Pontifícia Universidade Católica de Campinas), além de mestrado em tecnologia ambiental (Universidade de Ribeirão Preto).

Leonardo Pardini tem experiência em litígios que envolvem empresas brasileiras e estrangeiras, ações complexas e ações civis públicas movidas pelos sindicatos e pelo Ministério Público, além de investigações da mesma instituição. Ele também é especialista em suporte jurídico preventivo.

Ele é advogado da Universidade Presbiteriana Mackenzie, onde estudou duas especializações: em direito do trabalho, no Instituto Internacional de Ciências Sociais, e em sindicatos e relações de trabalho, na Wilson Cerqueira Consultores e Associados. Pardini também fez um MBA em administração e gerenciamento de negócios na Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo.

Una-se à discussão!

HTML Restringido

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.