Skip to main content
Segundo os técnicos da Anatel, o Wi-Fi 6E trará ganhos como maiores taxas de transmissão, melhor experiência de múltiplo acesso/Anatel
Segundo os técnicos da Anatel, o Wi-Fi 6E trará ganhos como maiores taxas de transmissão, melhor experiência de múltiplo acesso/Anatel

Anatel aprova requisitos técnicos para próxima geração de tecnologia de internet sem fio

Wi-Fi 6E pode oferecer aos usuários melhores experiências de conectividade.
por Redacción Lexlatin
publicado em26/02/2021

Para receber nossa newsletter diária inscreva-se aqui!

O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou na última quinta-feira (25), por unanimidade, os requisitos técnicos do Wi-Fi 6E, o novo padrão de redes sem fio. Essa é a próxima geração de tecnologia de internet sem fio que será usada no país. Os dispositivos operaram com ondas de WiFi de até 6 GHz – contra os 2.4 GHz e 5 GHz das tecnologias atuais.

Pela decisão, o Ato nº 14.448/2017, que aprovou os Requisitos Técnicos para a Avaliação da Conformidade de Equipamentos de Radiocomunicação de Radiação Restrita, será atualizado e passará a contemplar equipamentos que operam na faixa de 5.925 MHz a 7.125 MHz.


Leia também: Redes neutras: um caminho para o futuro da banda larga


Segundo os técnicos da Anatel, o Wi-Fi 6E trará ganhos como maiores taxas de transmissão, melhor experiência de múltiplo acesso, canais de 160 Mhz e menor consumo de energia. A medida está alinhada às novas tecnologias emergentes, que prometem aos usuários evolução em qualidade e em diversidade dos serviços usufruídos por meio de dispositivos sem fio.

Com a decisão da Agência, os usuários poderão melhor experiência de conectividade, tanto em dispositivos indoor quanto em equipamentos de baixa potência. Além disso, ao alinhar os requisitos técnicos à prática internacional, é possível minimizar os custos de entrada dos produtos no mercado nacional, ao evitar customização específica para o país.

Estudos internacionais indicam que, no caso brasileiro, o valor econômico associado à destinação de 1.200 MHz na faixa de 6 GHz acumulado entre 2021 e 2030 – quando equipamentos, soluções e serviços baseados na tecnologia WiFi 6E poderão estar disponíveis no mercado nacional – será de US$ 112,14 bilhões em contribuição para o PIB; de US$ 30,03 bilhões em excedente do produtor para as empresas brasileiras; e de US$ 21,19 bilhões em excedente do consumidor à população brasileira.


Mais sobre o assunto: Resolução da Anatel retira barreiras regulatórias sobre IoT e aplicações máquina a máquina


A proposta aprovada pelo conselho diretor esteve em consulta pública durante 45 dias e teve debate técnico no Comitê de Uso do Espectro e de Órbita e com a sociedade. Com informações da assessoria da Anatel.

Una-se à discussão!

HTML Restringido

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.